sexta-feira, 9 de junho de 2017

REVISTA G MAGAZINE 131 - GUSTAVO MORETTO

SOCANDO ATÉ O TALO NO CU DO VIZINHO

LO ESPIAN MIENTRAS SE PAJERAS EN EL PARQUE

CACHORRO DO CANTOR MARIANO, QUASE O DEIXA PELADO

CASADO COMENDO UM CU PELA PRIMEIRA VEZ

FODENDO ATÉ O TALO O CUZINHO DO GAROTO VIRGEM

PAJERO ESPIADO EN LA DUCHA DE UN HOSTEL

JALANDO MI VERGA EN UN CYBER - ME RISK JERKING OFF

PILLADO PAJEANDOSE DETRAS DE LA COLUMNA

PAJA DE CORDOBÉS

PAJERO ESPIANDO EN EL BAÑO PÚBLICO

CONTOS GAY - VIVENDO COM O PADRE

Esse conto aconteceu no ano de 2013, quando fiz uma experiência missionária, não vou dizer a localidade que aconteceu pra preservar a identidade das pessoas envolvidas. Vamos lá, eu sou bco, olhos verdes, gordinho, discreto, 35 anos. Ele (Padre) bco, alto, corpo normal, discreto, 18cm, sacudo, peludo, super másculo (fazia sucesso com a mulherada) 37 anos. Estava no seminário e fui fazer uma experiência missionária no nordeste, e cheguei na casa em que ia morar, tinha 3 padres e 1 irmão fui alojado e super recepcionado. Passados alguns meses, percebi que o Padre Ranato (nome fictício) toda vez que bebia uma cerveja ficava se masturbando meio que escondido na sala e aquilo me excitava. Um certo dia, fiquei acordado até tarde com ele assistindo televisão e bebendo e percebia que ele tentava disfarçar mas eu percebia, ele deitava de lado e tirava a pika e ficava se masturbando e eu levantava do sofá ele mais que de pressa escondia, fiquei uns trinta minutos so observando e levantei e fui ate ele e pedi pra bater uma punheta pra ele, logo ele recusou e me deu uma bronca. Sentei no sofá super envergonhado pensando que no dia seguinte teria que ir embora, passados alguns minutos e levanta de pau duro, mas que pau e me agarra. Levei el pro meu quarto de madrugada e tirei a sua roupa e caí de boca naquela jeba...ele se contorcia todo socava fundo na minha garganta. Quando quis sentar na pika dele, a ficha caiu e ele levantou rápido me abraçou e pediu desculpas e saiu do quarto todo sem graça. Passando uma semana, bebemos novamente e fui dormir e adivinha quem apareceu no meu quarto, o padre gostosão, deitou comigo na cama e fez muito carinho e começou a meter e ficamos quase uma hora fudendo quando ele não mais aguentou e encheu meu cuzinho de porra e pediu segredo. A partir desse dia passei a ser sua putinha, toda vez que ele bebia, podia ter certeza que ia acabar me fudendo, querendo ou não. Foram 1 ano e meio sendo fêmea dele. Foi muito gostoso, esperávamos todos saírem e fudíamos como dois animais na sala, quarto cozinha, em cima da mesa, no sofá, enfim a casa era pequena demais pra nos dois. A melhor foda foi num domingo que estaríamos sozinhos em casa, almoçamos e ele pediu pra pegar umas cervejas, bebemos e logo começou o bacanal, comecei mamando ele no sofá e lambendo seu cuzinho, ele me pegou de jeito me levou e me deitou na mesa e me comeu de frango assado fudeu tanto que ficamos exausto e na hora de gozar lambusou meu rosto todo de porra. Depois disso cada um fui pro seu quarto descansar. Deitei na minha rede e acabei adormecendo, quando pensa que não, ele entra no meu quarto pelado e me pega de jeito na rede e fudemos gostoso naquela rede, ele tava insaciável naquele dia, me comeu em todas as posições possíveis na rede e encheu cuzinho de porra. Foi muito bom ter vivido esse período sendo fudido com meu padreco e tempo que não volta mais. Terminou o ano e saí da vida religiosa e nunca mais nos vimos. Caso tenha algum macho ativo que queira meter em mim, estou disponível no Espírito Santo.

PAJA EN EL BUS

CONTOS GAY - DANDO SEIS VEZES EM SAUNA GAY VITÓRIA - ES

Olá pessoal, estou aqui novamente para contar minhas aventuras sexuais, todas elas são verídicas e dessa vez aconteceu numa sauna aqui em Vitória-ES. Bem vamos lá, vou me apresentar primeiramente, sou branco, olhos verdes, gordinho, safado e discreto, 35 anos.... Tenho frequentado a sauna a pouco tempo, pois tinha medo de ir e alguém conhecido me ver, mas o tesão fala mais alto e o medo vira tesão e aventura. Numa das minhas idas à sauna, mês passado, tive uma ventura bem gostosa, chegando lá, fui direto na sauna a seco fiquei uns dez minutos e resolvi ir na sala toda escura, passei a mão em um monte de pica e resolvi ir para o corredor onde fica as cabines, depois de um tempo lá, apareceram dois coroas que eram namorados e me chamaram para adentrar na cabine, logo aceitei o convite e entramos comecei mamando os dois, enquanto mamava, eles se beijavam. Fiquei de quatro e um deles, o mais velho, cinquentão, encapou a pica e mandou ver, metia muito, o outro foi logo enfiando a pica na minha boca, um metia na bunda e o outro na bunda e os dois se beijavam, depois de uns dez minutos, mudaram de posição e ficamos mais um bom tempo assim, até que o cinquentão gozou nas minhas costas, nos limpamos e saímos da cabine. Resolvi ir tomar uma sauna, de repente a sauna fica cheia e um coroa senta do meu lado e fica batendo punheta, ao passar um tempo a sauna fica vazia, apenas comigo e o coroa, aí eu aproveitei e cai de boca na pica do coroa, que logo me colocou de quatro e meteu com vontade, não ficamos muito tempo, pois logo apareceu uma pessoa e acabou com a nossa brincadeira. Tomei uma ducha e fui para o darkroom lá a brincadeira ficou mais gostosa, um cara nem deu pra vê-lo direito me encochou e me levou pro fundo e abaixou a minha cabeça e mamei com vontade e ele ficou muito ofegante me levantou e meteu de uma só vez até aumentar a velocidade e encher a camisinha de porra, saiu de trás de mim e foi embora, um outro rapaz que estava ao nosso lado se punhetando com os nosso gemidos e batidas na bunda, logo se achegou em mim e começou a me abraçar e roçar pica dura e me chamou pra ir para a cabine e logo fui, chegando lá, era um negão, baixinho, pika média, uns 25 anos e com uma cerveja na mão, ele se sentou e mandou eu mama-lo até que se levantou e meteu sem dó, com muita vontade até encher meu cuzinho com seu leitinho, depois que gozou olhou na minha cara deu um sorriso e saiu da cabine. Resolvi pegar uma sauna e estava quase indo embora quando fui dar mais uma volta nas cabines, quando passo pela sala de vídeo um coroa, estilo ursão branco, estava sozinho na maior bronha, mas eu estava com o cuzinho ardendo de tanto dar, mas o meu tesão foi maior, fui até ele peguei na pica dele e puxei ele ate na cabine, ele me disse que era turista, me botou de quatro e penetrou a pica e pediu pra gozar na minha cara, depois de gozar ele mesmo limpou a minha cara me abraçou e agradeço a foda. Fui para a sauna, tomei uma ducha e logo fui embora, pois meu cuzinho estava todo esfolado e não aguentava mais pica alguma. Foi uma noite bem gostosa, fiquei com o cu ardido uma semana. mas foi muito bom.

ATIVO DO MATO GROSSO METENDO ROLA NO CASADO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

PARTNER

Good Morning!I would like to partner with you.
Exchange of links between our blogs!
Mine is http://www.pirocasnanet.blogspot.com.br
My email: bernardo2037@hotmail.com
Name: Bernardo Beta